sexta-feira, 2 de junho de 2017

Pra ficar

Enquanto dormes, contorno com os olhos tua silhueta inebriada. Desvendo em silêncio o mistério da magia deste encontro. Aguardo teu despertar, como quem espera um presente há muito tempo desejado. Anseio escutar tua voz, me perder nas histórias do teu mundo e me enxergar dentro de tudo aquilo que ainda não vi. O aroma do café se mistura com o perfume do teu corpo. Acaricio teu rosto com cuidado. Esqueço o relógio, tento não lembrar da despedida ao amanhecer. Mas você acorda, me envolve com teu riso, embriaga com teus olhos, me conta tuas histórias, toma o café comigo. E fica. 
Postar um comentário